MP pede condenação de médico por cobrar atendimento pelo SUS

O Ministério Público de Goiás (MP-GO) pediu a condenação do médico urologista Cairo Mardem Tadeu Inocêncio por improbidade administrativa, porque ele cobrou pela realização de procedimento e análise de exame de um menino de 3 anos pelo Sistema Único de Saúde (SUS). 

A promotora de Justiça Ariete Cristina Rodrigues Vale argumenta que a cobrança pelo serviço público é ilegal, ilegítima e imoral. Ela frisa que as pessoas têm garantido o direito ao acesso universal e igualitário às ações de saúde. Segundo a mãe do paciente, o médico teria se negado a analisar os exames de seu filho ou assinar a guia de encaminhamento sem que fosse paga a quantia de R$ 400. 

Leia mais em: https://www.opopular.com.br/noticias/cidades/mp-pede-condena%C3%A7%C3%A3o-de-m%C3%A9dico-por-cobrar-atendimento-pelo-sus-1.2002682


Voltar
Associação Goiana do Ministério Público
Rua T-29, esq. com a T-9, Setor Bueno
Cep: 74.215-050, Goiânia - Goiás.
Fone: (0xx62) 3285-6660
SAMP
Fone: (0xx62) 3274-3513
www.sampagmp.org.br