Nova denúncia do MP-GO diz que Borges Landeiro desviou fazendas e lavou R$ 4 milhões

Na tarde desta quinta-feira (27), o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público de Goiás (MP-GO) faz uma nova denúncia com dois crimes relativos a primeira etapa da Operação Máfia das Falências, cometidos pela organização criminosa contra credores do Grupo Borges Landeiro. De acordo com os promotores de Justiça, depois da deflagração da Operação Máfia das Falências, a organização criminosa também desviou duas fazendas e lavou R$ 4 milhões referentes as duas referidas fraudes contra credores. 

Consta na denúncia que, para desviar mais uma parte do patrimônio do Grupo, que já havia sido relacionada como ativo de recuperação judicial, Dejair José Borges, Elias Borges, Rodolfo Montenegro, Vicente Conte, Bruno Burilli, Alex Silva, Ricardo Bonifácio e Adriano Napoli transferiram as fazendas Barra do Dia e Estrela D’Alva para as pessoas jurídicas Black River Empreendimentos e Participações Ltda. e Fazendas do Pará Participações Ltda. Logo depois, o lucro obtido com o desvio foi repartido entre os membros da organização criminosa. 

Leia mais em: https://www.opopular.com.br/noticias/economia/nova-den%C3%BAncia-do-mp-go-diz-que-borges-landeiro-desviou-fazendas-e-lavou-r-4-milh%C3%B5es-1.2003090

Voltar
Associação Goiana do Ministério Público
Rua T-29, esq. com a T-9, Setor Bueno
Cep: 74.215-050, Goiânia - Goiás.
Fone: (0xx62) 3285-6660
SAMP
Fone: (0xx62) 3274-3513
www.sampagmp.org.br