Promotor diz que afastamento do prefeito de Luziânia resguarda apuração

O procurador-geral de Justiça de Goiás, Aylton Flávio Vechi, é enfático em dizer que o afastamento do prefeito de Luziânia, Cristóvão Tormin (PSD), que foi denunciado pelo Ministério Público do Estado de Goiás (MP-GO) pela suspeita de ter praticado importunação sexual, que é a prática de atos libidinosos com objetivo de satisfazer o próprio desejo, com uma servidora, é necessário pois facilita as investigações. 

“O afastamento dá condições para trabalhar em uma apuração. Em razão da própria conduta e como os supostos crimes vêm sendo praticados, novas vítimas também poderão surgir”, pontua. O afastamento ocorreu nesta sexta-feira (21). Vechi diz também que o afastamento se faz necessário por conta do cargo que Tormin exerce. 

Leia mais em: https://www.opopular.com.br/noticias/cidades/promotor-diz-que-afastamento-do-prefeito-de-luzi%C3%A2nia-resguarda-apura%C3%A7%C3%A3o-1.1999933


Voltar
Associação Goiana do Ministério Público
Rua T-29, esq. com a T-9, Setor Bueno
Cep: 74.215-050, Goiânia - Goiás.
Fone: (0xx62) 3285-6660
SAMP
Fone: (0xx62) 3274-3513
www.sampagmp.org.br