12/12/2018

Ministério Público pede prisão preventiva de João de Deus

O Ministério Público de Goiás (MP-GO) pediu, nesta quarta-feira, 12, a prisão preventiva do médium João de Deus, denunciado por centenas de mulheres que alegam ter sido vítimas de abuso sexual.

Mais cedo, o médium fez a primeira aparição pública na Casa Dom Inácio de Loyola, em Abadiânia e afirmou que era inocente. “João de Deus está vivo e vai cumprir a Lei dos homens”, falou.

Promotores que integram a força-tarefa do MP estão neste momento no Fórum de Abadiânia, onde entregam o pedido.

Após sair de Abadiânia, João de Deus seguiu para Anápolis, onde pegou um avião com destino a São Paulo.

João de Deus esteve nesta manhã em Abadiânia, em uma passagem rápida pela Casa Dom Inácio de Loyola. De acordo com sua assessoria, o médium seguiu para Anápolis, onde pegou um avião para São Paulo.


Fonte: Jornal Opção - 12/12/2018 

Voltar